Pryor na Mídia
linkedin facebook instagram youtube

Insights

Do envio ao recebimento: entendendo as transferências internacionais

No mundo globalizado em que vivemos, enviar dinheiro para outro país nunca foi tão fácil, resultado dos avanços tecnológicos e da expansão dos serviços financeiros internacionais. Com a praticidade de um simples toque de botão em um aplicativo ou o preenchimento de alguns formulários online, é possível realizar transferências para amigos, familiares ou parceiros comerciais em qualquer lugar do mundo.

A concorrência entre os vários provedores de serviços financeiros internacionais tem gerado benefícios significativos para os consumidores, resultando em uma diminuição nas taxas e uma transparência nas taxas de câmbio. Esse cenário tem tornado as transferências internacionais mais acessíveis e vantajosas para um público cada vez mais amplo.

Imagem 2 com o logo

Quem ainda não realizou uma transferência internacional pode ter dúvidas no começo. Por onde começar? Que documentos preciso ter em mãos? Quais as taxas envolvidas? Vamos tirar essas e outras dúvidas a seguir.

1- Encontre uma instituição financeira

Para realizar uma transferência internacional, é necessário localizar uma instituição financeira autorizada que ofereça serviços de remessa internacional. Recentemente, o Banco Central transferiu para as próprias instituições financeiras a responsabilidade de determinar os documentos exigidos para cada operação de transferência internacional.

2- Determine a natureza da operação

É necessário informar a natureza da transferência, pois isso afeta a forma como os impostos são aplicados. Cada tipo de transferência internacional está sujeito a uma taxa de IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) específica. Até 2029, essa taxa será gradualmente reduzida a zero por cento.

O novo marco cambial simplificou a classificação da natureza da operação, dividindo as transações em dois grupos. O primeiro grupo abrange transações de até USD 50 mil, que não exigem registro diário no Banco Central. O segundo diz respeito a transações acima de USD 50 mil, que precisam ser registradas diariamente.

3- Informe os dados de quem irá receber o valor

Será necessário fornecer os dados do destinatário da transferência. Além das informações comuns, como nome e endereço, será preciso incluir o número da conta bancária (IBAN – International Bank Account Number) e o código SWIFT/BIC (Bank Identifier Code) do banco do destinatário. Em alguns casos, pode ser necessário fornecer outros detalhes específicos do país de destino.

4- Aguarde!

O tempo que uma transferência internacional leva pode variar dependendo de alguns fatores, como o país e a instituição bancária de destino. No geral, o dinheiro pode cair na conta do destinatário em até dois dias úteis.

Aqui na Pryor Global, nosso setor de consultoria e gestão de câmbio auxilia os clientes a realizarem transferências internacionais nas principais moedas, como euro e câmbio, de forma segura, principalmente no que se refere a oscilações cambiais.

Fale com nosso time e conheça as facilidades que oferecemos aos nossos clientes!

Compartilhe essa postagem

Posts recentes

Categorias

Social

Deixe uma resposta

A Pryor Global se preocupa com o uso de seus dados pessoais. Solicitamos apenas os dados necessários para podermos retornar seu contato. Estes dados serão devidamente protegidos. Para mais informações, consulte nossa Política de Privacidade".




pt_BRPT_BR